Brazilian Series of Poker

As Brazilian Series of Poker (BSOP) foram criadas em 2006, e são uma série de eventos de poker realizados em alguns dos mais conhecidos destinos turísticos do Brasil. O BSOP, que também é conhecido como o Campeonato Brasileiro de Poker, cedo se tornou muito popular e é na actualidade o maior circuito de poker da América Latina.

Filiado da Confederação Brasileira de Texas Hold'em, o BSOP acolhe nas suas diversas etapas diversas celebridades nacionais e internacionais. Ronaldo Fenômeno e Neymar Jr já por diversas vezes participaram em torneios BSOP, e entre os regulares constam os nomes dos profissionais André Akkari, Felipe Mojave e Yuri Martins.

História do BSOP

O BSOP surgiu em 2006 com a intenção de oferecer algo inédito no Brasil, um torneio deep stack (maior quantidade de fichas), com blinds mais longos (duração dos níveis de jogo), e com um buy-in (valor da inscrição no torneio) mais elevado que o habitual.

Nessa primeira temporada o BSOP teve 7 etapas e ainda o Torneio dos Campeões, visitando São Paulo, Rio de Janeiro, Balneário Camboriú e Curitiba. O Torneio dos Campeões foi ganho por Adelino Mendonça e o Campeão Brasileiro de 2006 foi Leandro "Brasa" Pimentel, o jogador mais regular da temporada.

Em 2007, 2ª temporada do circuito, o número de etapas subiu para 9 mais o Torneio dos Campeões. Além das cidades visitadas na 1ª temporada, Belo Horizonte também acolheu o BSOP, por duas vezes incluindo o Torneio dos Campeões. Torneio ganho por Fernando Conrado. Já o Campeão Brasileiro de 2007 foi Sérgio Brun, que mostrou como ganhar no poker.

No ano seguinte, o circuito continuou a crescer, tanto no número de participantes por etapa, como no número de torneios e cidades. Dessa vez jogaram-se 11 torneios (10 etapas mais o Torneio dos Campeões), e pela primeira vez, Salvador, Porto Alegre, Brasília, e Florianópolis acolheram um evento BSOP. Bruno Foster ganhou o Torneio dos Campeões em São Paulo, e Claudio Baptista foi o Campeão Brasileiro.

A 4ª temporada voltou a ter os mesmos 11 eventos, e pela primeira vez na história do circuito, todos os torneios tiveram mais de 100 entradas. Num ano que Goiânia recebeu pela primeira vez o BSOP, foi em Balneário Camboriú que se disputou o Torneio dos Campeões, torneio ganho por Marcio Araújo. O jogador vencedor do ranking anual, o Campeão Brasileiro de 2009, foi Marco Marcon.

Na 5ª temporada, em 2010, o circuito acolheu mais jogadores que nunca. Ao longo dos 10 torneios da série, o menor número de entradas da série foi de 335 (em Rio Quente), e pela primeira vez alcançou-se a fasquia das 1.000 entradas, no 10º e último torneio (São Paulo). Nesta temporada não teve lugar o Torneio dos Campeões, e André Doblas foi o Campeão Brasileiro.

Em 2011 teve lugar a 6ª temporada, e com uma novidade: o BSOP Million, o último torneio de uma temporada que teve um total de 8 torneios. A 6ª temporada começou com outra novidade, com o argentino Marcelo Jensen a ser o primeiro estrangeiro a ganhar um torneio do BSOP. A grande novidade contudo seria a realização do primero BSOP Million, um torneio que é por estes dias um dos torneios mais importantes do mundo do poker. Nesta primeira edição o BSOP Million teve 1.446 entradas e foi ganho por Flávio Reis. Flávio que também ganhou o título de Campeão Brasileiro.

A 7ª temporada do Brazilian Series of Poker começou com mais uma vitória estrangeira, com o colombiano Jhon Rua a ganhar a etapa #1 em São Paulo. Seguiram-se outras 6 etapas mais um BSOP Million. Após uma estreia em grande, o BSOP Million voltou a crescer e desta vez contou com 1.612 entradas, e teve em Ricardo Tavares o vencedor. O Campeão Brasileiro de 2012 foi Leonardo Martins.

A hegemonia dos jogadores brasileiros regressou em 2013, com 7 campeões da casa, nos 7 torneios BSOP. Sempre em alta, o BSOP Million teve nesta sua 3ª edição 2.400 entradas, e terminou com o triunfo de Murilo Ruiz. Este ano foi apresentada outra novidade no circuito com a introdução do título de Campeão Brasileiro de Omaha, e curiosamente Fernando Garcia ganhou os 2 títulos, o de Omaha e o de Campeão Brasileiro de Poker.

No ano seguinte, em 2014, Fernando Garcia voltou a ser o Campeão Brasileiro de Omaha, mas desta vez Rodrigo Garrido foi o Campeão Brasileiro de Poker. Nesse ano e pela primeira vez, uma etapa do BSOP fez parte da Latin American Poker Tour da PokerStars (LAPT). Essa etapa foi a 3ª etapa, que em São Paulo acolheu 1.150 entradas. No BSOP Millions, o 7º e último torneio do ano, foram 2.749 as entradas e Wilson Calixto o vencedor.

A 10ª temporada, disputada em 2015, ficou na história do poker mundial. Uma temporada que teve 7 eventos, e que ficou na história com as 3.457 entradas do BSOP Millions. Então esse passou a ser o maior número de entradas num torneio de poker a nível mundial, com a excepção dos torneios World Series of Poker. Um BSOP Million histórico que foi ganho por André Andreis. Já o Campeão Brasileiro de Poker foi João Neto e Rafael Caiaffa foi o Campeão Brasileiro de Omaha.

Em 2016 o circuito voltou a ter 8 torneios, e desta vez foram 2 os estrangeiros a chegarem à vitória. O uruguaio Daniel Ateneloff ganhou a 4ª etapa, que se disputou em Punta del Este, no Uruguai. Enquanto que o paraguaio Gustavo Soler ganhou o BSOP Millions. Rodrigo Caprioli foi o Campeão Brasileiro de Poker, e Éder Campana foi o Campeão Brasileiro de Omaha.

Na 12ª temporada, 2017, o BSOP atingiu um marco histórico com a realização da sua 100ª etapa. Num ano que teve 7 torneios, Saulo Sabioni foi o vencedor do BSOP Millions, Affif Prado terminou como Campeão Brasileiro de Poker, e Marcelo Mesqueu o Campeão Brasileiro de Omaha.

Após as visitas a Punta del Este em 2016 e 2017, na 13ª temporada o BSOP visitou Puerto Iguazú na Argentina. A 5ª etapa da temporada que teve em Hilario Quijada o vencedor. O BSOP Millions voltou a ter mais de 3 mil entradas, e foi ganho por Leocir Carneiro. Nesta temporada o Campeão de Poker foi Saulo Sabioni, e José Carlos Latorraca foi o Campeão Brasileiro de Omaha.

Em 2019 realizou-se a última temporada regular do BSOP, já que por conta da pandemia do coronavirus, nos anos seguintes a maior parte dos torneios foi cancelada. Um ano de 2019 que passou a ter 3 Campeões Brasileiros, com a inclusão da categoria de Mixed Games. Uma temporada que voltou a visitar Puerto Iguazú, e que teve 2 Millions, o Winter Millions e o BSOP Millions. Superando um total de 3.230 entradas, Madson Moura ganhou o BSOP Millions, enquanto que Lucas Santana ganhou o Winter Millions. Os títulos de Campeão ficaram para Marcelo Mesqueu (Poker), Pablo Menezes (Omaha) e Rogério Siqueira (Mixed Games).

Chegado o ano de 2020 o mundo mudou e o BSOP não foi excepção. Um circuito que teve apenas um evento, no início de Fevereiro em Brasília. Um torneio que reuniu 758 entradas e foi ganho por Fernando Araújo.

Em 2020 e 2021 o patrocinador do circuito, a PokerStars, organizou 5 eventos online, e o poker ao vivo regressou em Novembro de 2021 com o BSOP Millions. Um regresso em grande, com os jogadores a criarem um field de 4.115 entradas, o maior field de sempre num evento BSOP. Esse enorme torneio realizou-se em São Paulo, e foi ganho por André Berlanda.

Em 2022 as etapas regulares do BSOP voltaram, se bem que a primeira etapa (marcada para Fevereiro em Brasília), foi cancelada. Acabaram por se realizar 5 eventos, inclusivé um Winter Millions e um BSOP Millions. O Winter Millions foi ganho por Marcelo de Medeiros Silva, enquanto que Dennys Ramos foi o vencedor do BSOP Millions. Após 3 anos sem torneios ao vivo, João Neto foi o Campeão Brasileiro de Poker, José Roberto Arenstein o Campeão Brasileiro de Omaha e Geraldo Cesar o Campeão Brasileiro de Mixed Games.

Campeões do BSOP Millions

Campeões BSOP Millions

Partilhar