Mudanças em 2022 nas Apostas

Com a entrada em 2022, muitos desafios se colocam perante as casas de apostas e cassinos do Brasil, um mercado em expansão que vai acentuar sua tendência, conquistando cada vez mais apostadores. A procura das casas de apostas e dos cassinos online seguirá em rota de crescimento, por três fatores essenciais, em nosso país:

  • É esperada nova legislação para regular o setor em 2022
  • O pós-pandemia ditará um novo quadro no físico versus online
  • As casas de apostas e cassinos aumentaram sua oferta de entretenimento

Nesse enquadramento, convém situar o Brasil na realidade mundial. Há cada vez maior procura de cassinos online e casas de apostas esportivas, há também cada vez maior oferta e esse cenário de concorrência levou essas empresas a diversificarem seus serviços.

Cada casa de apostas ou cassino tenta vencer a concorrência apresentando um novo produto, um jogo surpreendente, um desafio inovador. Esses espaços são hoje plataformas de puro entretenimento, num mundo que conheceu um forte avanço tecnológico, nas últimas décadas, que colocou nas mãos de cada usuário um dispositivo móvel.

Nesse texto, vamos abordar os principais desafios desse setor no Brasil, em 2022, ano que promete ser histórico, com a regulamentação dos jogos de azar. A lei que deve entrar em vigor nesse ano cria novas regras do jogo e será o principal desafio das casas de apostas que estão já implantadas no imenso mercado brasileiro.

E vamos começar pela nova lei de 2022.

Nova Lei de Jogos de Azar

Se as perspetivas se confirmarem, 2022 será um ano de viragem nas casas de apostas e cassinos, no Brasil. Em nosso país, são proibidas casas de apostas e cassinos.

A Lei 3.688, de Contravenções Penais, criada em 1940, considera em sua redação que “é crime explorar ou estabelecer jogos de azar”. Entenda melhor a realidade atual dos jogos de azar no Brasil, nesse texto sobre essa temática.

É legal fazer apostas online no Brasil? O que muda em 2022?

Certo é que há uma brecha nessa lei do século passado, que tornou possível que milhões de brasileiros possam fazer suas apostas em casas cassinos com sede no estrangeiro. E os últimos anos mostraram a dimensão do mercado brasileiro.

Com uma população imensa, com uma paixão pelos esportes e com nova lei dos jogos de azar, o Brasil enfrentará em 2022 um ano de crescimento acentuado do número de apostadores e jogadores de cassino.

O setor das apostas movimenta no Brasil R$ 4 bilhões por ano. Esse valor é bem superior a outras atividades perfeitamente regulamentadas no país. Se estima que, com a entrada em vigor da Lei 13.756/2018, promulgada em 2018, esse mercado possa crescer 150% em solo brasileiro.

Veja o crescimento do mercado de apostas no Brasil, nos últimos anos:

  • Em 2018, gerou R$ 2 bilhões
  • Em 2020, gerou R$ 7 bilhões

Com a legalização das casas de apostas, o Brasil retira diversas vantagens, que passam por garantir receitas fiscais, promover o investimento privado em novos cassinos físicos (há perspectivas de construção de resorts com essa atividade como pilar), além de criação de postos de trabalho.

Crescimento global estimado das apostas esportivas até 2027

A nível global, em uma análise às apostas esportivas, há um fato indesmentível (o aumento do mercado) e uma perspetiva de crescimento bem fundamentada.

Vamos a números?

  • O mercado global das apostas esportivas cresce a 11% a cada ano
  • Valia cerca de US$ 60 bilhões em 2021
  • Se estima que possa atingir os US$127,3 bilhões em 2027

Esses números são bem conservadores, porque existem estimativas que apontam valores muito superiores. Por exemplo, um relatório da Zion Market Research fala em US$150 bilhões já em 2024, a nível global.

No Brasil, a tendência de crescimento da procura desse tipo de entretenimento deverá ser superior, no próximo ano. Se no mundo o crescimento deve atingir 11,5% a cada ano até 2027, o ano de 2022 trará, com certeza, uma porcentagem maior, no Brasil.

Resiliência aos Cassinos Físicos

Em 2022, o setor dos jogos de azar terá outro desafio curioso, que já pôde ser verificado em 2021. No pós-pandemia, se registrou um aumento da procura de cassinos online e sites de apostas esportivas. Com populações confinadas, com cassinos físicos encerrados, o online cresceu de forma exponencial.

Dados desse ramo na economia americana permitem perceber o que trará 2022, no Brasil. Veja o que ocorreu em solo estadunidense, entre 2018 e 2021, antes e durante a pandemia.

  • Em 2018, 8 estados tinham jogo legalizado, com US$4.618 milhões movimentados (faturamento de US$ 328,8)
  • Em 2019, 14 estados legalizaram apostas, com US$13.070 milhões movimentados (faturamento de US$915,1)
  • Em 2020, 20 estados legalizaram apostas, com US$21.526 milhões movimentados (faturamento de US$1.545)

Nesse período, o valor apostado em solo estadunidense quintuplicou. Em 2021 continuou crescendo e deve atingir, em 2028, um faturamento de US$ 10,1 bilhões.

A pandemia acelerou a digitalização, a nível global, e representou uma tremenda oportunidade para o mercado online. É certo que em todo mundo foram abrindo os cassinos físicos, depois de levantados os confinamentos, mas nem esse fato diminuiu a procura da oferta online.

E esse é um grande desafio dos cassinos físicos: serão capazes de atrair os apostadores que foram obrigados a procurar a alternativa digital? O ano de 2022 poderá dar uma resposta a essa pergunta.

Oferta de Casas de Apostas

Claro que os cassinos físicos continuarão a desenvolver sua atividade com tremendo sucesso. Não correm risco de encerrar portas, até porque suas atividades estão bem estruturadas. Além de que o glamour de visitar um cassino em Las Vegas ou o Casino de Monte Carlo não se perderá nunca.

Mas até que ponto os cassinos conseguirão recuperar das perdas ditadas pela “roleta” pandêmica?

A verdade é que as casas de apostas esportivas e os cassinos online vêm melhorando sua oferta e aperfeiçoando seus serviços de forma notável. E por isso vão continuar cativando novos apostadores, nos próximos anos.